Alergia, essa ordinária

24 de May, 2012 em Utilidade Pública by Camila

Alergia é uma reação do organismo causada por uma sensibilidade exagerada provocada por alguma substância estranha (sabia que grávidas podem ter um certo tipo de alergia/intolerância ao bebê que carregam? Afinal, o bebê é 50% constituído por outra pessoa e o organismo pode reconhecê-lo como corpo estranho :oO: ). Pode-se ter alergia a qualquer coisa: ácaros, frutos do mar, à luz solar

alergia

A alergia pode se manifestar em qualquer momento da sua vida, você pode ter amanhã ou nunca. O interessante é que muitas vezes o organismo vai funcionar como se estivesse recebendo uma substância potencialmente alérgica por um conta gotas: aos pouquinhos ele vai saturando até que não tolere mais o uso do produto. Como bem falou a Kika aqui nesse post, cada um vai ter uma reação alérgica diferente, mesmo se duas pessoas tiverem problemas com a mesma substância. Aqui no blog, nenhuma das três autoras têm alergia relacionada a algum componente dos esmaltes comuns, no entanto, a Fer já relatou aqui a experiência dela com uma cerinha da Sally Hansen. Aliás, a Fernanda tem alergia a tanta coisa que eu não sei como ela ainda consegue usar esmaltes haha

[wp_ad_camp_1]

Infelizmente alergia ainda não tem cura (pelo que eu saiba), mas tem tratamento. Além disso, o jeito é evitar o uso do produto e ficar sempre alerta.

Em se tratando de esmaltes, vale lembrar que esmalte não é uma coisa só, é uma mistureba de vários ingredientes e é preciso descobrir a qual deles ocorre a intolerância. Os principais inimigos são as substâncias potencialmente alérgicas, ou seja, elas são mais tóxicas para mais organismos do que outras substâncias. Mas existe alergia a alguns pigmentos (conheci uma menina que não podia usar esmalte escuro porque tinha alergia) e a outros componentes que nem imaginamos… uma leitora mandou um e-mail falando que não pode usar esmalte fosco (!).

Aqui no blog, costumamos chamar de hipoalergênico ou 3 free os esmaltes que são livres de três substâncias: tolueno, formaldeído (ou resina de formaldeído) e dibutilftalato.

Entre as marcas nacionais livres de alguns desses componentes, podemos citar as principais:

Alergia Esmaltes

Argento: não contém dibutilftalato, tolueno e formaldeído.
Colorama: desenvolvidos sem tolueno ou formaldeído (exceto linha tratamento e Única Camada).
Derma Nail: todos livres de benzeno, tolueno, formaldeído e cobalto.
Impala: tem linha hipoalergênica com esmaltes livres de tolueno, formaldeído e parabeno.
Ludurana: não contém dibutilftalato, tolueno e formaldeído.
O Boticário: toda a linha é livre de formaldeído e tolueno.
Risqué: tem linha hipoalergênica livre de tolueno e formaldeído.
Top Beauty: tem linha hipoalergênica livre de tolueno e formaldeído.

Algumas marcas internacionais livres das substâncias mais tóxicas:

Esmaltes para quem tem alergia

Barry M: não contêm tolueno, formaldeído e dibutilftalato.
Bourjois: sem tolueno e formaldeído.
Chanel: não contêm tolueno, formaldeído, dibutilftalato e cânfora.
Ciatè: não contêm tolueno, formaldeído, dibutilftalato e cânfora.
Dior: não contêm tolueno, formaldeído, dibutilftalato e cânfora.
Jordana: não contêm tolueno, formaldeído e dibutilftalato.
Mavala: não contêm tolueno, formaldeído, dibutilftalato, cânfora, parabenos e níquel.
Orly: livre de dibutilftalato, tolueno, formaldeído e resina de formaldeído.
Revlon: livre de formaldeído e tolueno.
Zoya: não contêm tolueno, formaldeído, dibutilftalato e cânfora.

Algumas marcas famosas como OPI, China Glaze e Essie podem conter em determinadas linhas esmaltes com resquícios de resina de formaldeído. Tem que ficar de olho sempre.

Então vão aí alguns alertas:

  • sim, você pode desenvolver alergia a esmalte (e a qualquer outra coisa) a qualquer momento se seu organismo for sensível, portanto, esmaltes hipoalergênicos também podem causar alergia (você pode ser alérgica a outra substância presente no esmalte);
  • se suspeitar de alergia a esmalte, não se livre dos seus esmaltes. Descubra antes através de uma visita ao médico. Precipitação é péssimo principalmente em relação a sua saúde (e ao seu dinheiro). No teste alérgico, o alergista prende uma fita nas suas costas e em cada ponto ele coloca uma substância e espera ver se sua pele reage com alguma delas;
  • nem todo esmalte importado é hipoalergênico (tem muita dona de salão ou vendedor de esmalte que acha que só porque é importado é hipo e tenta enganar o consumidor);
  • normalmente a alergia a alguma substância do esmalte se manifesta com inchaço das pálpebras e pescoço, além é claro de coceira no dedos e em outros locais que as mãos toquem. Mesmo assim, fique atenta a outros sintomas estranhos;
  • leia os rótulos dos esmaltes. Eu sei que infelizmente nenhum fabricante favorece a leitura com aquelas letrinhas invisíveis, mas vale pelo menos tentar, né?

Só pra resumir, alergia é mesmo uma coisa ordinária e não é brinks, gente. Fiquem atentas a qualquer sintoma estranho. Coceira é o sintoma mais bobo que pode ocorrer. Se não cuidar, pode levar a uma interrupção das vias respiratórias e até mesmo uma anafilaxia.

E por que esse post chato, kd suatis? Porque esses dias eu vi essa notícia aqui e fiquei um pouco mais esperançosa com o futuro esmaltístico de nossas empresas. E vamos torcer para que as empresas se empenhem em tirar em breve todas as porcarias de uma vez dos esmaltes e a gente não acabar desenvolvendo alergia a sei lá, ao pincel haha

ps.: eu não sou médica e imunologia não era das minhas disciplinas favoritas durante a faculdade, se estiver escrito alguma bobagem aí, me corrijam porfa 😉

APRENDA A FAZER SUAS UNHAS EM CASA SEM USAR ALICATE!