Electric Coral – L.A. Girl

26 de November, 2013 em Geral by Bianca de Neve

Eu sou mesmo meio estranha.

Acabei de me dar conta que esse é o primeiro post no blog sobre a L.A. Girl. Não por falta de esmaltes da marca, já tenho alguns há uns anos, mas por nunca ter usado nenhum deles (até este post).

Daí eu escolho usar uma das aquisições mais recentes. Mas, não pego a cor favorita. Sou louca?

LAGIRL-electriccoral

Estava com o Brigitte da Impala e cansei da creuzice dele. Pensei no que poderia fazer para mudar a cara sem graça do esmalte e decidi que o mais prático seria passar outra cor por cima, com a possibilidade de mudar radicalmente a cor.

Passei uma camadinha do Electric Coral sobre o Impala e voilà.

Apesar de ter “coral” no nome, esse esmalte é claramente laranja para mim. A única coisa que imaginei é que o tom seria um pouco mais claro. Até me surpreendi quando, ao passar a primeira camada, percebi que era super pigmentado e cobriu totalmente a cor de baixo (ainda bem, era horrorosa).

LAGIRL-electriccoral2

O Electric Coral faz parte de uma coleção recente da L.A. Girl, a 3D Effects. Os esmaltes não são “totalmente” holográficos, apenas possuem partículas holográficas, acabamento esse que costumamos chamar de “holo esparso”, igual do DS Extravagance. É holográfico, mas não é holográfico, ahaha.

Com muito esforço é possível ver esse prisminha da foto acima, mas apenas em algumas ângulos. A graça do esmalte é ter o brilho sob a luz e as partículas grandes e visíveis nas unhas.

Essa coleção da L.A. Girl é muito bacana porque fez 3 dupes de cores da Zoya (Storm, Aurora e Blaze). Cores estas que eu queria, mas devido à dificuldade e preço de encontrar Zoya fui deixando pra comprar depois. Agora não quero comprar mais, pois adquiri a coleção inteira da L.A., hehe.  Que inclusive fez um azul maravilhoso que eu já tenho há meses e a Zoya foi lançar um parecido só agora no fim do ano =P

LAGIRL-electriccoral3

Olhando assim de pertinho parecem glass flecks holográficos.

O mais bacana desse acabamento é que quando a luz não incide diretamente, o esmalte não fica parecendo um metálico de cor duvidosa, ele parece cremoso, mas cheio de partículas.

A única desgraça é que esmalte lindo é sempre um parto pra fotografar e talvez as pessoas não consigam perceber isso só pelas fotos. Daí eu só posso dar uma de maldosa e falar: AZAR DE QUEM NÃO TEM, TÁ PERDENDO! hauahueahu