Turquoise Opal – Sally Hansen

21 de July, 2014 em Sally Hansen by Bianca de Neve

E agora chegou a vez do meu último Sally Hansen da terceira idade, o maior objeto de desejo da galera quando não existia esmalte duochrome por aqui, o Turquoise Opal.

SALLYHANSEN-turquoiseopal

Eu lembro que paguei caro nesse esmalte, não lembro exatamente quanto, mas foi na época em que eu achava que 36 reais era muito dinheiro pra um esmalte e era o máximo que eu já havia gasto em um frasquinho. O frasquinho mais caro da minha coleção de 2010 foi o DS Glamour (foi também o primeiro holográfico que vi e amei na vida), então esse Sally Hansen deve ter custado nessa média (sdds dólar a R$1,60).

SALLYHANSEN-turquoiseopal2

Aposto que vocês devem estar experienciando uma sensação de déjà vu, pois PARECE que o Turquoise Opal e o Garnet Lapis são iguais, mas não são. Pra mim o Turquoise é verde e o Garnet é azul.

De onde eu tiro essas ideias se os esmaltes ficam mudando de cor o tempo todo? Eu coloco as unhas sob uma luz direta bem forte (se for no sol melhor ainda) e vejo qual é a cor que predomina. Em iluminações diretas o duochrome some e você vê apenas um esmalte cintilante, no caso, a base “real” dele, foi daí que tirei minhas conclusões.

SALLYHANSEN-turquoiseopal3

Não lembro se passei 3 ou 4 camadas e fui dormir. Já falei em outra ocasião que esmalte velho demora a secar, especialmente esses mais finos de fórmula cintilante, e com esse não foi diferente. Pintei, fui dormir e acordei com nail art de lençol. Normalmente eu apenas trocaria de esmalte, mas não ia deixar de usar esse Sally Hansen por um motivo ~bobo. Passei mais uma camada do esmalte e top coat (Seche Vite), morrendo de medo que ele encolhesse a esmaltação, mas felizmente ficou tudo perfeito ♥

SALLYHANSEN-turquoiseopal4

Pra quem ainda tem dúvidas das diferenças entre o Garnet e o Turquoise, sugiro dar uma olhada nesse post em que fiz uma comparação com os duochromes nacionais, na época em que saíram.

Quem gosta de duochrome tem como favorito esse tom porque ele é um show de cores. É muito fácil de ver a transição de uma cor para outra e é hipnotizante. Sempre que uso esmalte assim percebo olhares curiosos pras minhas mãos, parece que as pessoas não acreditam no que estão vendo e acham que é bruxaria (queima! queima! não encosta, vai que pega!), ahahuahu,