Creuzando as unhas

25 de October, 2009 em Eyeko, Impala by Bianca de Neve

Toda vez que vou tirar o esmalte pra passar outro, eu faço um carnaval nas minhas unhas. Carnaval meeeesmo. Geralmente faço isso na sexta-feira, e o processo de “tiragem” do esmalte começa na quinta à noite, minutos antes de dormir.

Eu sempre descubro uma unha levemente lascada e começo a descascar o esmalte. Geralmente tiro o esmalte da unha inteiro e uns pedaços de outras. Então desisto, porque preciso dormir para acordar cedo no dia seguinte. Durante a aula de sexta-feira eu descasco todas as unhas possíveis. Essa última sexta-feira, por exemplo, não descasquei todas as unhas por dois motivos:

O rosinha da Eyeko é difííícil de tirar. Tira toda a graça de descascar, ele não levanta tudo de uma vez, fica saindo pedacinhos que me dão nos nervos. E a bem da verdade, só descascou porque me esforcei muuuito pra levantar uma lasquinha, porque acho que ele aguentaria até domingo DIBOAAA.

É da Eyeko pôôÔ! Por mais que eu tenha 300 esmaltes pra usar eu não queria que ele descascasse nunca. Ainda mais agora que eles não sabem se continuam vendendo ou param de vender o kit dessa coleção.

Na hora do almoço de sexta eu já não tinha esmalte em 3 dedos e meio. Meio porque um, só consegui descascar até metade da unha. Feita essa meleca, a indecisão toma conta do meu ser e não sei que esmalte passar. Ao mesmo tempo que quero passar todos, quero uma cor só, porque faz teeeempo que eu não pinto as 10 unhas iguais.

Daííí taquei o Polar (Impala) em cima do Pink da Big, para ver como ficava. O Polar faz o que a linha Super Pérola¹, da Nati devia fazer: “Modificar o seu esmalte sem graça”, mas nhéé, não ficou nada demais. Aproveitei e passei ele (Polar) puro no anelar (o dedo vítima, é sempre o primeiro a ser descascado; é a unha que SEMPRE forma bolinhas no esmalte) e resolvi testar o glitter da Eyeko por cima, o Disco Polish. Olhaí os esmaltes que estou falando:

Dá pra ler bem os nomes, né? O Polar é um lilás acinzentando transparente.

GENTE! O Disco Polish é muito doido, aheusheaoiu. Eu passei ele por cima do Punk Polish, e ficou tosco. Claro, passei porcamente, de qualquer jeito, mas fica feio, não achei que ele fosse um glitter tão fechado. Se você passa mal feito do jeito que fiz, aparece o esmalte de baixo de maneira irregular e fica coisa de criancinha. Esse é diferente dos glitters brasileiros, os quais estou acostumada.
Aproveitei e passei por cima do Polar, já que com uma camada só ele nem dá uma cor de verdade à unha. E… ADOREI!
(favor ater-se apenas ao glitter)


Punk Polish + Disco Polish (ambos Eyeko) Not cool!
Polar (Impala) + Disco Polish (Eyeko) Cool!

Não sou grande fã de glitter ou de esmaltes super brilhantes, mas ADOREI esse. MESMO. É muito legal, hahaah. Não quero nem ver na hora de tirar, porque passando o dedo por cima da unha você sente os “glitterzinhos“, aquela coisa áspera (um pouco menos que dos glitters nacionais). Mas dá nada não, o que importa é o efeito dele, hahaha. Achei carnavalescamente liiiindo!

Estou considerando pintar todas as unhas com ele. Vocês pintariam? 😀

¹A linha Super Pérola dos esmaltes Nati cobrem tão bem o esmalte, que não faz a mínima diferença a cor que você está usando por baixo (pelo menos a meu ver). Passando ele sozinho na unha, você consegue o mesmo efeito que ele vai deixar por cima de algum esmalte. Talvez não com uma camada, mas com 2 garanto que sim.