Relíquias das Loucas Por Esmalte (parte 1)

28 de August, 2011 em Geral by Bianca de Neve

Viu como draminha sempre dá certo? Depois do meu post falando do meu esmalte mais velho e pedindo participação das leitoras, recebi uns 50 e-mails com muitas fotos e muita velharia, haha.

Já aviso que não é todo mundo que vai aparecer, resolvi pegar o que achei mais diferente/antigo e dei preferência pra quem enviou antes. Outro ponto importante é a qualidade das fotos, não precisa ser nada muito elaborado, mas foco e boa iluminação são sempre bem vindos. Não fique triste se sua participação não apareceu, outras oportunidades virão 🙂

Começando pela Liris (que foi a primeira a enviar foto).

“Todos os esmaltes estão usáveis! Os Impalas estilosinhos da Xuxa venceram em 2007. E a base tá com cara de ter sido acetonada várias vezes.”

Base Seda e Brilhante

Eu sou muito frustrada por nunca ter comprado um esmalte da Xuxa. Muito.

A Fabíula mandou várias fotos, ela tem até um Colorama igualzinho ao meu! Tenho certeza que o roxo que eu usei bastante era esse Paixão da foto abaixo.

Praticamente tds endureceram com o tempo e não dá mais para usar :/ E não faço ideia pq eles estao guardados eu achei eles por acaso uns dias atras.

Sempre odiei esse rótulo da Risqué. E o Rubi ainda é fabricado até hoje, hein? ahahah (eu sei que o Rebu também é, mas ele é tipo o Renda, existe desde antes dos dinossauros)

A Natascia mandou foto de um Impala Lapisinho.

Essa é uma relíquia da Impala, da coleção Lapisinhos, um “laranja” claro meio perolado. Na embalagem não consta a data de fabricação (apenas diz que a data de validade é em 3 anos, que, por sinal, já passaram faz tempo) mas eu chuto que deva ser por volta do ano 2000. Foi o primeiro esmalte que eu pedi para a minha mãe comprar e eu acho a embalagem dele uma gracinha até hoje, por isso guardo o vidrinho. O esmalte mesmo já está tão duro/seco que está todo rachado dentro do vidrinho, como acredito que dê pra perceber nas fotos. Ele não tem um nome específico e o vidrinho cabe só 4ml.

Morri. Sempre quis ter um esmalte desses 🙁

A Fabíola mandou foto de um Colorama da época dos frasquinhos quadradinhos.

Quando vi esse post da relíquia da Bianca só lembrei do meu vidrinho de Colorama que venceu em 2001 mas que até o presente momento não tive coragem de jogar fora.
Trata-se do Inca, um verde musgo cintilante com brilhinhos que eu acho lindo e incrível, e não conheço nenhum atual igual!
Ok, na foto não parece tão verde, e eu não sei descrever cores, mas vai, ele tem um fundo verde amarronzado…
Enfim, nunca mais usei meu Inca, mas aparentemente ele ainda está em muito bom estado e ainda pretendo usa-lo (vivendo perigosamente!).
Colorama, bring Inca back!
Fica aí o apelo, né. Não custa nada sonhar.

A Drieli mandou uma foto de um Guga. Guga é super mutante de frasquinhos, hein? euahuea

O nome é 05 – Tentação, venceu em 2002 e é daqueles vermelhos que deixam a unha amarelada quando remove, mesmo usando uma boa base. Procurei, mas não encontrei no rótulo indicação alguma de quantidade em ml, mas creio que deve ter uns 15ml.
Tirei foto dele e joguei fora, pois cheirava muito forte. Mas estava em condições de uso, não decantou nem endureceu muito, um óleo de banana com certeza resolveria.”

A Kumiho enviou 2 fotos, escolhi a que foge um pouco do contexto, mas só porque adorei a idéia toda. Esmaltes, Hello Kitty e um caderno assassino são ótimas coisas para se adorar.

“altarzinho que fica em cima da minha mesa, representando as minhas paixões. :x”

O esmalte é um Xuxa by Impala, branquinho perolado (?) e foi o primeiro esmalte dela.

A Fran, minha miguxa eterna, pegou emprestado com uma colega de trabalho um Colorama de frasquinho quadradinho. Ainda se arriscou a testar nas unhas, mesmo sendo alérgica, só pra mandar essa foto.

A colega dela disse que adora esse esmalte e usa até hoje e ele está em perfeito estado, mesmo tendo vencido em 1998. Nem marca de dentinho tem na tampa, hahaha.

A Júlia mandou fotos dos antiguinhos que tem dó de jogar fora. Acho que já tá bom de ver foto de Colorama quadradinho, mas essa merece destaque porque, como a Júlia mesmo disse: o antigo esmalte Zazá da Colorama NÃO É LILÁS :O

“- Cravo da India, Colorama: vermelho vinho mais escuro que na foto (ven. 2000)
– Daydream, Colorama: prata clarinho, pra ser usado com um esmalte de bas (ven. 1999)
– Zazá, Colorama: dourado queimado, meio antigo (ven. 1999)
– Platina, Colorama: prateado (ven. 2002)
– Bombom, Xuxa by Impala: marrom perolado com brilhos dourados (ven. 2006)”

A Livia mandou foto de um Colorama Maybelline da linha WaterShine. Eu lembro vagamente desses frasquinhos e, se não me engano, essa linha Water Shine ainda existe lá fora. No fim das contas, tanto faz se é Colorama Maybelline ou só Colorama, ambas as marcas são da L’Óreal, heauheau.

O esmalte velhinho que eu tenho é esse, o Rosa Cristal da Colorama, na época que tinha essa linha Maybelline. Ele venceu em março de 2005. Eu lembro que só usava ele. Cheguei a usar 3 vidrinhos e esse foi o que restou. Ele tá usável, ainda bem líquido, mas o cheiro não está bom não.
Ele é um rosa beeeeem danoninho com uns micro-brilhinhos coloridos, acho que pra dar esse “efeito espelho”. Enfim, nunca mais achei nenhum rosa igual a esse! Por isso que guardo, na esperança de um dia achar um igual…

A Lara mandou foto de 3 esmaltes: um Colorama que eu nunca havia visto, uma cor da marca Realce que não existe mais um esmalte que a Realce não fabrica mais e um clássico da Risqué,  o Rave, que brilha no escuro e é muito divertido!


Juntei as 3 fotos em uma só pra economizar espaço 😛

A Krol (“modo RicoH de se escrever Carol“) enviou foto de dois esmaltes de uma marca que eu nem sabia que produzia esmaltes, a Coty (que agora é dona da OPI e de mais 500 mil outras marcas rycas).

Eles são da linha Miss Sporty By CotyGirl e venceram  em 2002.
O verdinho Thiago 27 ainda está com textura de “esmalte normal” mais está MUITO fedido e por isso não conseguiria passar nas unhas .
O marrom glitter André 29 grudou na tampa e não tem como abrir.

Eu até gostei das cores, mas curti mesmo foi NOME DE HOMEM nos esmaltes. Alguém pergunta o seu esmalte e você pode dizer “Estou usando o Carlos”, HAHAHA.

A Ana Paula enviou foto de um Impala Neon. Mas não do acabamento neon, foi uma linha em parceria com os estilistas Dudu Bertholini e Rita Comparato. Ano passado foi a vez da Dote fazer parceria com eles.

A Adriana mandou a foto das 3 relíquias dela. Mas o melhor mesmo é a história por trás desse Wet n Wild de frasquinho sem graça (eu acho o atual tão mais bonitinho *-*)

A Base da Colorama eu só guardo por causa do frasquinho. Tb não uso (embora ela ainda esteja molinha) e sei q vou acabar jogando fora pra colocar uma misturinha algum dia. Por enquanto, ela fica. Venceu em 2002.

Minhas relíquias são essas 3. Rosa Neon é uma coisa linda completamente diferente do conceito de neon que temos hj em dia hehehe! Ele já tem mais de 10 anos, está duro e seco, o frasco tá com um bolorzinho básico na tampa (de morar uns anos na prateleira do banheiro) e eu não jogo fora por causa do brilho lindamente creuzo q ele tem. Sei lá, eu gosto. tem cara de item de colecionador. Ah, além disso, o frasquinho quadrado é tipo um clássico! XD Venceu em 2001.


O vermelho é o meu xodó! Ainda MAIS antigo e tem mais história. Ele tem, sério, uns 15, talvez 18 anos. Meu pai trouxe dos Estados Unidos quando eu era ainda uma mocinha. Na época eu não usava esmalte, foi um presente do tipo –‘  *AHAM*CLAUDIA*SENTA*LÁ* pq era obviamente uma tentativa dele me deixar mais feminina hauhauhauahua (coitado, falhou). Daí eu virei Hare Krishna e mudei pro templo. Foi o esmalte comigo, pq vermelho, né? Mas eu nem fazia as unhas lá, era uma comunidade rural, eu mexia muito na terra, com as vacas, etc. Daí casei, ele já era beeem velho e isso tem 10 anos (casei em 2001), e passei a finalmente usá-lo! Ele estava praticamente novo quando percebi q ele é da cor exata dos bindhis das mulheres casadas, sabe? Aquele pontinho vermelho no meio da testa… Com a vantagem q ele dura o dia inteiro na testa, diferente dos bindhis coladinhos, q caem em 1 ou 2 horas. SÓ ENTÃO ele começou a ser usado de verdade huahuahuaha! e ainda uso. Data de validade, who cares? Hj moro na minha casa, com o mareedo e as filhas, e toda vez q tem festa no templo, é ele q eu coloco! Meu xuxuzinho, amor pra sempre, o frasco é maior q da Big e ainda está pela metade.

A Isadora mandou foto de um Ludurana de frasquinho quadrado! Eu sempre pensei que a marca fosse bem recente no mercado, mas esse venceu em 2003. Acho que na época os esmaltes ainda não eram hipoalergênicos, né?

A Carla enviou várias fotos de uns glitters lindos da linha da Angélica e Xuxa que a Impala tinha, mas o que me chamou atenção mesmo, foi esse frasquinho de um ArtDeco!

O frasquinho atual da ArtDeco é este aqui, mas a Carla tem a “companhia” desse da foto acima desde 1990.
Sem falar no Maybelline abaixo, de antes de 2000. Será que a cor continua tão nova assim? haha

A Paula mandou foto de um “modelo” esmalte da Avon que eu também tinha!

Não sei o que aconteceu com ele, tenho uma vaga lembrança de ter emprestado para uma colega e lembro que nós duas concordamos que apesar da cor linda, ele demorava muito pra secar, haha. Lembro também que foi caro, algo em torno de uns R$12, absurdo pra época!

E “cor linda” não era nada espetacular, provavelmente algum tom escuro, meio bordô. Só lembro que não era igual a esse da foto.

O da Avon também não tem informações no vidro, mas ele tem uns 9 ou 10 anos de vida. A cor é linda, mas quase não usei porque é ralo e não cobre o branquinho e na época eu usava as unhas gigantes. No frasco ele parece roxão mas por ser ralinho fica magenta na unha, super lindo. Esse tá bom ainda, cheiro e consistência, pretendo usar de novo agora que uso as unhas curtinhas. =)

Esse post já ficou enorme e ainda tem muitas outras fotos que eu quero mostrar pra vocês, então vou encerrar por aqui e deixar a continuação para outro dia.

Colorama de frasquinho quadrado e Xuxa by Impala são as antiguidades que mais recebi foto, todo mundo era Louca Por Esmalte na mesma época e depois largou do vício? hahaha

Vou tentar não demorar com a segunda parte. Enquanto isso, alguém teve sentimentos nostálgicos despertos ao ver a foto de algum desses esmaltes?

APRENDA A FAZER SUAS UNHAS EM CASA SEM USAR ALICATE!