Esmalte de Vó

30 de March, 2010 em Passe Nati by Bianca de Neve

Logo que voltei de viagem (no fim de fevereiro) tinha tanta coisa pra arrumar e estava com tanta saudade do meu computador, que fiquei quase uma semana sem pintar as unhas.

Quando resolvi pintar, escolhi uma marca que nunca tinha usado e que fez parte da minha primeira compra do ano em Maringá. Não sei mesmo porque comprei esse esmalte. Vai ver que era saudade da minha avó, já que eu havia me despedido dela há poucos dias.

Uma coisa que eu já percebi, é que a iluminação de algumas lojas é completamente bizarra. Alguns esmaltes só têm aquela cor DENTRO da loja, em qualquer outro ambiente, eles são mais bonitos (ou feios).

Meu namorado e a Maricy me olharam torto quando eu falei “ai que massa, vou levar esse” (oi, eu falo “massa”, melhor que “da hora”). O esmalte tem a base rosa, mas tem um brilho meio furta-cor meio dourado que fica… brega.

Óbvio que eu não gostei dele, mas como sou uma pessoa de palavra, usei ele durante longos quatro dias, já que havia apostado que usaria esse se a Maricy usasse o Pier, da Impala (ela só usa rosa e vermelho :P).

Juro que senti mais vergonha de usar isso do que o Verde Limão Fluorescente antes de virar moda. Ainda fui pra aula com esse esmalte, uó total.

3 camadas de Vitória – Passe Nati

Precisei de 3 camadas (eu acho, não lembro ao certo), e não cobriu 100% a unha. Mas não é má qualidade do esmalte, é essa cor horrorosa, hahaha.

Foi uma época triste da minha vida, ficar sem usar esmalte por uma semana e depois usar uma “cor” dessas, é muito traumatizante. Até hoje não me recuperei.

Juro que se não fosse esse brilho dourado o esmalte ainda seria bonitinho.
Passe Nati, faz uma versão dele cremosa?