Tema do mês: Jelly

2 de February, 2015 em China Glaze, Colorama, Geral, Panvel, Tema do Mês by Loucas Por Esmalte

Depois de dois meses com temas diferentes, voltamos aos acabamentos do tema do mês! Para fevereiro temos o acabamento JELLY.

Muita gente diz que não sabe reconhecer um esmalte jelly, isso porque é mais uma coisa de feeling do que visual. O esmalte jelly tem esse nome porque o acabamento não é tão opaco quanto um cremoso, ele realmente lembra uma coisa gelatinosa porque o brilho é muito intenso. O que muita gente não sabe é que nem todo esmalte jelly é translúcido. Sim, a maioria deles costuma não cobrir o branquinho da unha, porém isso não é regra. O jelly é um dos acabamentos principais, mas é mais comum ser usado como base para glitters e holográficos (principalmente aqueles mais aguadinhos que são fáceis de passar e com secagem rápida), já que ele não esconde o glitter nem o pigmento holográfico.

Podemos dizer que um esmalte jelly é feito de menos pigmento do que base, e por isso ele se torna tão brilhoso. E é por isso, também, que várias camadas são necessárias para construir opacidade. O melhor exemplo de esmaltes jelly nacionais são a coleção Gelée da DNA Italy e a Viagem Translúcida da Colorama. Porém o Azul Negro da Avon também é jelly e cobre totalmente as unhas com duas camadas explica essa.

PANVEL-femmeBianca

O Femme foi meu primeiro esmalte da Panvel, lembro do momento em que comprei; ainda morava no RS e estava na farmácia com minha avó quando me deparei com esses frasquinhos estilo de farmácia de manipulação, ahahah. Só tinha uns poucos tons de vermelho e fiquei curiosa pra testar, aí peguei o mais abertão. E lá se vão uns 10 anos. Depois disso só encontrei esmaltes da marca no frasquinho de gota e agora no quadradinho.

Não lembro quando usei, mas tenho certeza que na época não fazia ideia do que era um esmalte jelly, haha. Aí tem 4 camadas e nem usando o frasco inteiro ele cobriria o branquinho das unhas neste comprimento. O fundo é alaranjado, mas ele fica um vermelho aberto. É o segundo esmalte jelly vermelho aberto que uso em um mês e tô muito azarada, tanto esse quanto o anterior não secaram por livre e espontânea vontade, acordei com as unhas bem marcadinhas e com uns fiapinhos grudados.
Pra ajudar fiquei com as unhas completamente amarelas após remover, e acho que não cheguei a completar 24h com ele nas unhas.

CHINAGLAZE-areyoujellyBianca

Concordo que o esmalte tá bonito na foto, e ao vivo também é legal, pois muda conforme a iluminação, puxando mais pro roxo e ficando um magenta do meu agrado. Porém esse é o Are you jelly? e esse esmalte deveria ser roxo. Não acredita? Clica aqui. Eu sei que roxo fotografa errado etc, mas de roxo esse esmalte só tem a alma. O que aconteceu foi que eu comprei na Cherry Culture e a caixa levou quase 3 meses para chegar. E vocês sabem como é o armazenamento da Receita Federal/Correios, né? Acredito que ele tenha desbotado no meio do caminho, enquanto passava calor =(

Enfim, daí fiquei magoada e não queria usar e blablabla, mas que melhor momento do que o tema do mês jelly?! Então tirei da gaveta e consegui cobertura total com 3 camadas. Poderia ter ficado na segunda, mas em fotos com iluminação forte o branquinho fica mais evidente.

esmalte jelly coloramaCamila

Confesso que não sou a maior fã de esmalte jelly. Na maioria das vezes acho que ele “escorre” demais e deixa aquela pontinha da unha branca parecendo que o esmalte está desgastado, mesmo quando ele é mais pigmentado como a Bee explicou acima. O que me traz simpatia neles é o brilho maravilhoso que eles têm. Como moooorro de preguiça de passar extrabrilho, pra mim isso conta muito. No caso do escolhido acima, ele se encaixa na definição de jelly translúcido, que não cobre a unha nem com reza brava. O Gota é da coleção Viagem Translúcida da Colorama e mesmo com três camadas como na foto acima, ainda fica horrível na unha. É o tipo de esmalte para usar como cobertura de cores cremosas semelhantes ou com glitter pra fazer aquele esquema bacana de sanduíche.

Nessa coleção da Colorama existem tons mais clarinhos que até acho que ficam bons sozinhos, mas tons mais escuros ficam com um aspecto muito manchado e mesmo sendo ~discretos~ acabam ficando feios nas unhas.

Então é isso, três exemplos de esmalte jelly e a ~prova~ de que nem todo esmalte jelly é transparente :)

Se quiser ter sua foto publicada na nossa fan page, pode enviar uma foto sua com um esmalte jelly para contato@loucasporesmalte.com.br que publicaremos ao longo do mês.
Ainda tá em dúvida? Mais uns exemplos de esmalte jelly: Snow White da Essence, Conta Tudo da Colorama, Amarelo Real, Menta e Azulejo Português da Risqué são alguns deles.

ATENÇÃO: os esmaltes do tema têm de ser apenas jelly, se tiver outro pigmento junto entra em outra categoria. Por exemplo, um holográfico pode ter a base jelly, mas não se enquadra, pois o acabamento a que ele pertence já é holográfico. Tanto é que no post só apresentamos jellies “cremosos”.